terça-feira, 4 de junho de 2013

Clean up dive the Atlantic


Fonte: CARLA CARVALHO TOMÁS/ARQUIVO

Na Baía de Cascais, Portugal, ocorreu o Clean up dive the Atlantic no mês de maio, realizado por 90 voluntários.
Foram recolhidos uma tonelada de lixo, que ficou exposto temporariamente na praia para servir de alerta e conscientização à população. Os voluntários libertaram cerca de 60 animais, a maioria equinodermos, presos em armadilhas e resíduos.
O evento acontece desde 2008 e já foram recolhidos oito toneladas de lixo, a iniciativa Clean Up the Atlantic é promovida pela Câmara de Cascais em parceria com a Associação Portuguesa de Pesca Submarina e Apneia, e com o centro de mergulho Cascais Dive Center.
Em Portugal, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa é a instituição responsável por liderar a investigação do MARLISCO, Marine Litter in Europe Seas: Consciência Social e responsabilidade, com o objetivo de conhecer a opinião das pessoas sobre o lixo, este projeto foi matéria do blog Blue Line System no mês de abril.

In Cascais Bay, Portugal, occurred Clean up dive the Atlantic in May, performed by 90 volunteers.
Were collected a ton garbage, which was temporarily exposed on the beach to serve as a warning to the population and awareness. Volunteers freed about 60 animals, most echinoderms, trapped in traps and residues.
The event takes place since 2008 and has been collected eight tons of trash, the Clean Up the Atlantic initiative is promoted by the Chamber of Cascais in partnership with the Portuguese Association of Spearfishing and Freediving, and the dive center Cascais Dive Center.
In Portugal, the Faculty of Science and Technology, New University of Lisbon is the institution responsible for leading the investigation MARLISCO, Marine Litter in Europe Seas: Social Awareness and responsibility, in order to know the opinion of people about garbage, this project was the subject of the blog Blue Line System in April.

Veja a matéria em nosso blog sobre o MARLISCO/ Futhermore:

Para saber mais/ Futhermore:

Nenhum comentário:

Postar um comentário